segunda-feira, 27 de março de 2017

Às vezes, só às vezes...

tenho muitas saudades de falar português, principalmente no trabalho...
No dia a dia já estou tão habituada que nem penso nisso, mas no trabalho não....quando quero explicar coisas mais complicadas é muito chato, tão chato que às vezes cansa e cansa muito.

Cansa pensar que em português posso levar 15 segundos a explicar uma coisa que em espanhol levo o triplo ou mais, isto já para não falar em todas aquelas situações que me calo, apenas e só porque tenho preguiça de falar neste outro idioma!

Há dias, que falo pouco, não porque esteja mal disposta ou por outro motivo qualquer....mas por não me apetecer ligar o modo espanhol.

Aqui sou 1000 vezes mais calada que na vida real, essa em que eu falo português e onde não tenho que voltar a repetir, explicar ou dar exemplos porque alguém não percebeu ou porque não estou a utilizar as palavras certas.

Passar um dia inteiro a falar outro idioma, tem muito que se lhe diga...

domingo, 26 de março de 2017

Palácio Real.

Voltei a visitá-lo há uns dias...vale a pena!



Capítulo 5 - Fui atendida pelos dentistas errados...

Prefácio - Fui atendida pelos dentistas errados
Capítulo 1 - Fui atendida pelos dentistas errados...
Capítulo 2 - Fui atendida pelos dentistas errados...
Capítulo 3 - Fui atendida pelos dentistas errados...
Capítulo 4 - Fui atendida pelos dentistas errados...

Começa a explicar o que vê na radiografia e eu não percebo nada do que diz. Nada. Já não me lembrava o que era não entender um espanhol. Para além de falar com a máscara falava para dentro. Horrível. Tudo o que me dizia eu pedia para repetir. Tudo!! Houve lá partes que nem pedi para não parecer exagerado. Lá sentada no meio daquela situação e com ele a falar daquela maneira, deu-me uma vontade horrível de rir, daquelas vontades que uma pessoa não consegue controlar (talvez fosse rir para não chorar). "Era só o que me faltava, aparecer-me agora um assim!", era o pensamento que me percorria. 

No final, apenas percebo que me vai desvitalizar o dente já. São 149 euros. Eu, nem que fossem 500, naquele momento só pensei que depois de uma semana quase sem dormir, ia ter finalmente uma noite descansada. Pensava! Após 1h30 sentada lá, o dentista deu por terminado o trabalho e apenas me disse que teria de voltar à minha clinica para fazer a reconstrução do dente. Tomaria antibiótico durante uma semana e em principio estava tudo terminado!

A anestesia passou, as dores fortes que tinha passaram, mas continuei com dores, dores que foram diminuindo de intensidade ao longo dos dias. Não havia possível comparação. Era tão bom não ter dores, uma semana e meia depois voltei quase ao normal. Só não voltei totalmente ao normal porque não podia comer do lado do dente que me tinha sido desvitalizado. As desvitalizações que já tinha feito noutras ocasiões tinham sido em várias idas ao dentista, aquela tinha sido feita de uma vez...aquilo deixou-me um bocado de pé atrás...mas ele era especialista...

Continua num dos próximos posts...

quinta-feira, 23 de março de 2017

Como será que lhes ensinam a estacionar?

Eles nas aulas de condução, também são ensinados a estacionar a bater à frente e atrás?
É que só pode!

Hoje quando acordei e vim à janela o panorama era este:


Para certificar-me que deixaram mesmo assim os carros durante toda a noite, fiz zoom, como se fosse necessário...! E comprovou-se o que eu pensava.


quarta-feira, 22 de março de 2017

Qual é o alimento que nunca falta na vossa cozinha?

Vamos lá esquecer o tomate, o azeite, as azeitonas ou até mesmo o pepino, o alimento que não falta na casa de um espanhol é...o pimento!

Esta sondagem foi feita a três espanhóis, que aceitaram responder à pergunta "Qual é o alimento que nunca falta na vossa cozinha?" e apesar de também terem dito outros, o pimento foi o único que reuniu consenso.

E agora é aquele momento em que nós, que somos portugueses, nos pomos todos a pensar "mas que raio cozinham eles tanto com pimento?"


quarta-feira, 15 de março de 2017

Aquele momento em que vou....

à farmácia comprar o "antigripine" cá do sítio e me meto a pensar "caramba já faço parte disto, até o nome dos medicamentos/marcas que se vendem nas farmácias em Espanha eu já sei".

domingo, 12 de março de 2017

Palmera Glaseada.

Eu até me custa a crer como é que conseguem vender este tipo de palmier com tanto açúcar na cobertura. Será que alguém consegue comer um inteiro?

Nem sei se isto se vende em Portugal, mas só de olhar já enjoa.



sábado, 11 de março de 2017

Aquele momento em que...

...já sentada à mesa e pronta para jantar olho para o meu prato de massa com chouriço aos bocados e penso "este prato é tão espanhol...se eu alguma vez, se estivesse em Portugal, cozinhava isto..."

sexta-feira, 10 de março de 2017

Portugal é daqueles países que deveria ser obrigatório visitar.

Fui a uma loja com uma amiga portuguesa que decidiu comprar roupa. Chegámos à caixa para pagar e atende-nos uma empregada sempre muito séria e profissional que pouco ou nada disse.
Nisto, eu digo qualquer coisa à minha amiga e ela[amiga] responde.

A moça da caixa interrompe-nos:
- Portuguesas ou brasileiras?

Nós respondemos e é então aí que a rapariga solta cá para fora tudo o que tinha para dizer sobre o nosso país, mas que nunca teve a oportunidade de fazer.
- Adoro Portugal! Já perdi as vezes que fui ao vosso país. É daqueles países que devia ser obrigatório visitar. Já estive em Lisboa, Porto, Coimbra, Guarda,.....e a comida? Hummm, isso é outra coisa que é impossível de não gostar. E as pessoas são tão simpáticas! Gosto tanto, mas tanto.

Falou sem que nenhuma de nós as duas a conseguíssemos interromper, tal era o entusiasmo com que descrevia o nosso país. 

O mais engraçado disto tudo, é que é mesmo esta a opinião geral dos espanhóis sobre o nosso rectângulo à beira mar plantado!

quarta-feira, 8 de março de 2017

A canção do Salvador Sobral.

A primeira vez que me sentei em frente do computador e vi no youtube quem ganhou o Festival da canção, pensei "o que é isto?", achei a música tremendamente calma para o género de canções que costumam vencer.
Decidi então meter a canção a tocar e sair da frente do computador e foi aí que passei a adorar a musica que nos vai representar em Kiev. Faz lembrar as bandas sonoras de filmes que nos entram pelos ouvidos e andamos depois a cantarolar o dia inteiro. 

Se calhar por ser tão diferente é que passei a adorá-la.
Sinceramente gosto.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Eles compram aos 'portugueses' e não sabem!

O C. a certa altura para mim, para a R e para o A.,
- O L. disse-me que equipou a cozinha toda dele na Worten.
Eu tive de intervir,
- E fez ele muito bem, a Worten é portuguesa.
A R. muito espantada,
- É portuguesa? Não sabia!
Eu lá fiz o meu papel,
- A Worten, a Sport zone, a Renova, a Vista Alegre, a Salsa.... - e parei
A R. novamente muito admirada,
- A Sport zone também? Costumo lá comprar muita coisa!
Nisto o A. que ouvia a conversa muito calado,
- A Salsa? Não fazia a mínima ideia, compro lá todas as minhas calças de ganga!

E fazem vocês todos muito bem! Ajudar a marca do país irmão a emergir no estrangeiro nunca foi nenhum pecado!, pensei eu cá para mim...

domingo, 5 de março de 2017

Pão de Deus.

Só tenho uma palavra: divinal.
Comprado no Mercadona, supermercado que já anunciou que vai entrar em Portugal em 2019 e que pode dizer-se que é o Pingo Doce cá do sitio.


sexta-feira, 3 de março de 2017

Tenho saudades...

de falar a minha língua sem ter que repetir, pensar ou tentar explicar. 
Tenho saudades de comer a nossa comida e de não ter de inventar caldo verde cortando as folhas de uma couve qualquer às tiras. 
Tenho saudades de poder ver a praia e o mar e o horizonte ao fundo. 
Tenho saudades de ver aquelas caras da televisão portuguesa a qualquer hora e instante. 
Tenho saudades da amabilidade dos portugueses em vez da brutalidade espanhola. 
Tenho saudades de entrar numa pastelaria e ver uma montra cheia daqueles pasteis, rissois e bolos só nossos. 
Tenho saudades de não ser estrangeira e de não levar com a pergunta "Em Portugal também é assim?" 
Tenho saudades de poder dizer termos livremente em inglês e de não ficar com toda a gente a olhar para mim com cara de espanto.
Tenho saudades dos horários normais e de não ter de esperar até às 15h para almoçar só porque às 13h é muito cedo e ninguém come a essa hora.

Tenho saudades desse rectângulo à beira mal plantado chamado Portugal, que tem todos os defeitos  do mundo mas que é o melhor país à face da Terra digam o que disserem, digam o que quiserem.

quarta-feira, 1 de março de 2017

2ªfeira, 3ªfeira, 4ªfeira, 5ªfeira e 6ªfeira!

"Estou ansiosa que chegue sexta-feira", disse eu em português a uma colega que é galega e que entende quando falo na língua de Camões.
E depois acrescentei, "sabes o que quer dizer sexta-feira, certo?"
Ela, "sim, mas tenho de pensar..."
"Pensar em quê?", perguntei-lhe.
"No dia da semana a que corresponde!"
Eu ri-me!
"Oh Rita tens de concordar que vocês nos dias da semana são um bocado estranhos....começam na segunda, não tem primeira e metem feira em todos os dias. Que tem o "feira" a ver com os dias da semana?!"

Realmente...!

domingo, 26 de fevereiro de 2017

A última moda!

A última moda aqui agora é esta:


Estas coisas maravilhosas, que eu ainda não comprei mas que não sei até quando vou resistir, são constituídas por diferentes "ingredientes". Desta vez encontrei esta com queijo, chouriço e uma espécie de tosta pequena para substituir o pão. Consegui conter-me, mas começa a ser complicado!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Eles não sabem mas gozam com quem sabe.

O espanhol não sabe falar inglês. 
Diz a toda a gente que não sabe e até parece que o faz com orgulho...olha para quem sabe com respeito.
Depois quando aparece alguém que fala inglês e pronuncia as palavras com o sotaque normal, com o sotaque inglês e não com o sotaque espanhol, ele goza, e goza muito.

Isto já me aconteceu em inúmeros sítios, com inúmeras pessoas.
Eles riem-se de quem fala com o sotaque inglês, gozam e tentam imitar.

É estranho.
Porque fazem isto?
Não sei. 
Imitam a pessoa que falou com o sotaque inglês (o correcto) e riem-se...riem-se eles e eu, por diferentes motivos, claro! 

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

O fim do caso NOOS.

Não existe outro assunto em Espanha hoje.
O badalado caso NOOS que envolvia a Infanta Cristina e o seu marido conheceu a sentença após 11 anos das suspeitas iniciais e tomou conta de todos os meios de comunicação e de todas as conversas. 
Apesar da Infanta ter sido absolvida (terá de pagar uma multa), o marido terá de cumprir uma pena de seis anos e três meses (e pagar uma multa) e segundo os entendidos na matéria, teve muita sorte por ter levado tão pouco.
O caso foi julgado por três juízas em Palma de Maiorca e a sentença só se soube na data e horários inicialmente acordados, não tendo havido qualquer fuga de informação, como nestes casos até costuma ser habitual.
Resta agora saber quando entra o senhor Urdangarín na prisão, terá do fazer até à próxima terça-feira.

Provou-se com isto que não interessa se fazem parte da família A, B ou C...a lei é para cumprir e é igual para todos.

Foto: LaSexta

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Valência!

Está a apenas 1h30 de TGV de Madrid e eu sempre tive nos meus planos ir lá. Pois bem, meti mãos à obra e fui um fim de semana à terceira maior cidade de Espanha.
Enganem-se aqueles que pensam que Valência tem pouco para mostrar, nada disso, um fim de semana dá para ver o básico mas para ver decentemente esta cidade mais um dia não era nada mal pensado.

A cidade tem uma parte nova denominada por "cidade das artes e ciências" onde os edifícios são do estilo moderno desenhados por Santiago Calatrava, o mesmo que desenhou a Gare do Oriente em Lisboa. O Oceanografic é o equivalente ao nosso Oceanário, sendo considerado o maior da Europa.

A parte histórica da cidade está cheia de edifícios bonitos mas também existe muita coisa pra reabilitar. As ruas estão cheias de laranjeiras e nesta altura do ano foi possível vê-las carregadas de laranjas (a laranja de Valência em Espanha equivale à nossa laranja do Algarve).



Resumindo: Cidade a visitar e de que gostei muito.
Pontuação: 5 (0-5, 5 é o valor mais alto)

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Durante a visita ao museu da Biblioteca Nacional...

...a guia começa a contar a história das canetas bic e chega a uma certa altura e diz:
"Agora uma coisa muito engraçada que se vão rir e que jamais esquecerão porque se chamam Bic", conta com um sorriso e continua,
"Na Europa estas canetas passaram a chamar-se Bic por ordem de Marcel Bich que comprou a patente e utilizou o seu apelido sem o h no fim porque em inglês Bich é uma grande asneira, por isso até foi boa ideia tirar o h".

Mas que asneira era aquela em inglês...Bich? 
O 'ch' em espanhol diz-se 'tch'.
Ela referia-se à palavra "Bitch" que em português é 'pu**'. 

Estes trocadilhos dão cabe de mim. 
E palavras inglesas pronunciadas por espanhóis também.
Juro. 


segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Forno?

A minha senhoria é dona do prédio onde vivo. 
Sempre que lhe disse de algum problema, ela na hora resolve a situação, ou fala logo com A, B ou C e o assunto se não fica resolvido fica encaminhado. Não tenho rigorosamente nada a apontar, mas há uma coisa que não consigo aceitar.
Quando ela construiu o prédio mandou meter na cozinha no lugar do forno, uma máquina de lavar loiça daquelas pequenas.
Ora eu pergunto, quem é que no seu perfeito juízo faz isto?
Quem é que prefere uma maquina de lavar loiça a um forno?
Eu não consigo perceber isto e já tentei, muitas vezes, confesso.
A única coisa que me passa pela cabeça é que sendo espanhola, só faz fritos e guisados e por isso usa muito pouco o forno...mas daí a substituir por uma máquina de lavar loiça?

Resumindo, uso a máquina de lavar loiça uma vez por mês e para lhe dar uso, apenas e só.