terça-feira, 17 de julho de 2018

Ir de férias.

Eu não sei se é apenas na minha empresa, mas quando alguém vai de férias, as pessoas despedem-se dela com dois beijos...na minha anterior equipa era assim, na nova é igual e a mim parece-me muito estranho isto.
Não me lembro se nas empresas em que trabalhei aqui em Espanha também era assim...mas para mim não tem grande jeito esta forma de desejar boas férias.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Último dia de férias.

É hoje! E custa-me muito pensar que amanhã já voltarei ao meu dia a dia normal depois das maravilhosas férias que tive. Por incrível que pareça tenho a sensação que estive de férias mais do que duas semanas, mas não! É sinal que foram bem passadas!
O Fui para Madrid voltará a ter a sua atividade normal de sempre!

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Levei comida espanhola, pronto.

Uma vez por semana levo comida e almoço no meu trabalho com os meus colegas. 
Cada um leva o seu almoço e às 14h sentamo-nos uns 5 ou 6 e almoçamos. 
Em geral levo comida portuguesa, ou bacalhau à brás, ou jardineira, ou qualquer outra coisa portuguesa. 
Mas havia uma coisa que acontecia sempre e que eu não gostava nada, mesmo nada, não me perguntem porquê.....os meus colegas faziam sempre suspense sobre o que eu trazia...

"Então Rita o que é que trazes hoje? Que prato português é hoje?"

Não tem mal nenhum, mas eu não gostava. Que chatice esta agora também!
Um dia decidi mudar o esquema. 
Deu-me e levei comida espanhola, pronto! Acabou-se a festa!
Massa com chouriço (sim eles comem isso! e vendem o chouriço ja cortadinho aos pedaços!)
Levei isso, no momento em que comecei a comer, eles olharam e não perguntaram rigorosamente nada, mesmo nada. Mas que maravilha! Porque é que não pensei nisto há mais tempo?

A partir de agora vai ser sempre comida espanhola....apesar de me custar muito, mesmo muito, mas vá, é só um dia!

sábado, 23 de junho de 2018

Chinchón!

Chinchón é uma daquelas terras de que toda a gente fala para ir, por exemplo, num sábado visitar. Tinha na minha agenda fazer-lhe uma visita e assim foi. Fica sensivelmente a 45 km de Madrid.

Chinchón é muito conhecida pela sua Plaza Mayor que, de facto, merece uma visita.


Vista da torre do Relógio para a Plaza Mayor.



Torre do relógio:


E Chinchón é basicamente isto. Estas três fotos. Fiquei um bocado desiludida, porque esperava mais, muito mais. Eu aconselho a visita, mas sem grandes expectativas. Os autocarros de Madrid para lá partem da estação de Conde Casal.

Talvez o melhor programa seja sair de Madrid a meio da manhã e almoçar num dos restaurantes que existem na Plaza Mayor, mas sem grandes pressas, porque vê-se tudo numa hora ou uma hora e meia.

Nota para Chinchón: 2.5 (escala de 1-5)

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Ser emigrante e o campeonato do mundo de futebol.

Não é a mesma coisa. É horrível, até. Para qualquer fã de futebol de seleções e de campeonatos da Europa e do mundo, o mês de junho é uma dádiva. É para mim. Ter não sei quantos jogos de futebol por dia. Gosto, deliro, adoro! Mas adoro mesmo! Agora imaginem para uma pessoa fã dessas competições, ter de "viver" isso noutro país. Pior, no país adversário. É horrível. Não é a mesma coisa. Não há com quem falar no dia a dia, porque são todos do adversário. Todos. Ninguém sabe quem é o João Mário, nem o Bernardo Silva, nem o.....ninguém quer saber quando joga a minha equipa, eles querem saber é da deles. Haver jogo e não ter com quem debater a equipa que vai entrar em campo e quando termina também não. É horrível. Hoje "assisti" ao Marrocos-Portugal sentada no meu trabalho com os auscultadores e a rádio na antena 1. Foi golo e não falei, não piei, não nada! Nada de nada, porque à minha volta havia silêncio, tudo trabalhava normalmente, como se nada se passasse. Saí do trabalho aquando do intervalo, vinha pegada ao telemóvel. Na rua as pessoas normais, tudo normal...não tem piada isto. Não. Não é a mesma coisa. É horrível.

terça-feira, 19 de junho de 2018

Parabéns a mim!

Mais um ano que passou! Mais um aniversário festejado! Mais um ano em Madrid! Rodeada da família e a passear, assim foi o meu aniversário. Tirei o dia e fui por aí conhecer Chinchón (lá mais para a frente faço um post)! E que rico dia passei eu! Ás vezes é preciso tão pouco para se ser feliz!
Para o ano haverá mais, espero eu, aqui ou noutro sítio qualquer!


sábado, 16 de junho de 2018

De vermelho...e de verde!

Eu propus meio a gozar e à espera que fosse gozada:
"No dia do Portugal-Espanha vocês podiam vir com uma camisola vermelha e eu vinha de verde!"
Toda a gente gostou da ideia, resumindo, os meus colegas de trabalho são uns amores!

Éramos 15 pessoas, 14 de vermelho e eu de verde!
Toda a gente engraçava connosco e perguntava se tinha sido coincidência....?!

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Abrir a tv para ver...

...o que se diz do mundial e ver que a única notícia da equipa portuguesa não é da equipa portuguesa mas sim de Cristiano Ronaldo. A loucura por ele é tão grande em Espanha que eu às vezes  até me esqueço que ele é português e não espanhol.

segunda-feira, 4 de junho de 2018

O presidente do governo espanhol fala inglês.

Pedro Sanchez tomou posse este sábado como primeiro ministro.
Ao contrário dos anteriores chefes do governo, Sanchez fala inglês e francês.
Ora isto neste país é um feito! Mas um feito dos grandes! Um feito tão grande que até disso se faz uma notícia! O chefe do governo fala inglês, meu Deus, como pode ser? Um espanhol a falar inglês! E o orgulho que é ter um primeiro ministro a falar inglês...uuuhhh! Já ninguém os pára!

Até parece um exagero isto que aqui escrevo, mas não é. 
É uma realidade bastante complicada de aceitar para uma pessoa como eu, vinda de um país onde o inglês não é barreira. Em Espanha quem fala inglês é visto com outros olhos, já o disse aqui e volto a fazê-lo, imaginem agora se a pessoa ainda para além do inglês fala mais línguas....!

Fica o link para a noticia, que vale a pena ler.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Em Espanha...

..quando uma pessoa decide sair de uma empresa porque encontrou um emprego melhor, por lei tem de dar 15 dias. Em Portugal no mínimo é um mês (salvo raras excepções) e em alguns casos dois.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

As bolachas!

Eu não sou muito de bolachas, mas há umas que são impossíveis de se resistir. Sou capaz de comer mais de uma embalagem. Noutro dia, lembrei-me delas e fui ver onde se vendiam...vendiam-se no El Corte Inglés, fiquei imensamente contente, arranjei logo um plano para o dia seguinte, "amanhã saio do trabalho e passo no El Corte Inglés, aquele que fica mais ou menos ao pé da minha casa, vou comprar logo umas 3 embalagens para matar as saudades à grande!".

No dia seguinte, no El Corte Inglés vou direita à seção de bolachas e começo à procura, uma vez, duas vezes, três vezes...não há. Não podia ser. Só havia aquele corredor com bolachas, vi uma quarta vez, não havia. A desilusão foi tão grande que comecei logo com aqueles pensamentos "como é que eu achei que os espanhóis poderiam vender aquelas bolachas maravilhosas? Obviamente que não, se eles nem cozinhar sabem...". Voltei para casa chateada.

Ontem fui a outro El Corte Inglés, maior que o primeiro, volto a ver uma, duas, três vezes...não há. Vou ao site e vejo que lá vendem, mas que não está disponível para a minha zona de entrega, mando um mail para lá, "exmos senhores, vocês têm isto na vossa pagina para venda online mas não está disponível para compra, porquê?", eles apenas dizem "lamentamos mas via online não vendemos. Obrigada e tenha a continuação de um excelente dia". Não se faz isto às pessoas, principalmente às emigrantes que de vez em quando têm estes desejos repentinos...caramba.

As ditas cujas são estas. São maravilhosas. 
Não as provem porque a partir do momento que se prova já não se pára, é um conselho.


sexta-feira, 25 de maio de 2018

Coisas de cachopos.

Em 3 das 4 ultimas vezes que joguei no euromilhões, coloquei 3 números ao lado. Não me parece que seja normal, nem a frequência, nem serem 3 números. Disse a um colega meu isto, assim a gozar:

- Se calhar tu devias jogar os número que estão ao lado dos que eu puser.

Ele no início ainda vacilou, mas depois entrou na brincadeira...e assim foi. Hoje escolhi a chave e disse-lhe quais os números que tinha escolhido, ele escolheu os números que estão ao lado dos que eu escolhi, uma vez o número que está antes, outra vez o número que está depois.

Como a minha mãe costuma dizer, "é mesmo coisa de cachopos"!

E hoje com esta brincadeira nem eu acertei nenhum numero, nem acertei nos do lado, nem o meu colega acertou. Porque agora o meu objetivo já não é só acertar nos números, agora também é acertar nos números do lado.....enfim, parvoíces saudáveis!


quinta-feira, 24 de maio de 2018

A rã.

Mas quem é que se lembra de fazer uma estátua com uma rã?
Quem?!
Existe aqui em Madrid e é assim de bonita!


segunda-feira, 21 de maio de 2018

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Planos para este sábado.

-Então quais são os planos para amanhã?, perguntou-me a minha mãe.
-Tenho de meter o despertador para ir logo de manhã ao supermercado e depois a partir das 11h abanco no sofá e já não me levanto mais de lá a ver o casamento real inglês!, respondi eu.
-Ai eu também!, disse a minha mãe.

Mais alguém se quer juntar?!

quarta-feira, 16 de maio de 2018

O futebol em Espanha.

As pessoas vão em familia ao futebol. Há o culto de ir ao futebol ao fim de semana. Vão os 3, os 4 ou os 5 elementos da familia. Levam comida embrulhada em papel de jornal ou prata. Ao intervalo comem a sandes e pronto. Não interessa a que horas é o jogo, pode ser ao meio-dia, pode ser à tarde ou noite, vai tudo. Os estádios estão cheios seja onde for. É diferente. Só vendo é que se percebe.

Em Portugal são poucos os que em familia vão ao futebol. E se vão não podem levar a sandes porque pode ser perigoso, às tantas tem lá uma bomba dentro. Se o jogo é ao meio-dia é porque é muito cedo, se o jogo é à noite é porque é à noite e há a tv que transmite. Não há o culto. Aquele culto familiar tão fixe que Espanha tem. E agora ainda há violência...

Talvez seja em parte por estas coisas que Espanha tem uma das ligas mais fantásticas.

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Quando uma pessoa chega ao ponto....

...de ter saudades de comer grelos é porque a situação já é grave!

Digo isto ironicamente mas sempre gostei muito de dita verdura.
De vez em quando dá-me isto, ter saudades de coisas bem especificas e 100% portuguesas e é muito complicado gerir esta situação a nível psicológico, até porque não se vende cá e portanto tenho de tirar isto da cabeça e acabou.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

O herói nacional.

Nós temos o Ronaldo.
Eles têm o Nadal.
A única diferença é que ninguém pode dizer mal do Nadal. 
Se alguém cai no erro de dizer alguma coisa mal do Nadal, eles vão enchovar até mais não poder e dizer "e vocês têm quem?" e a conversa toma contornos extra ténis indo depois para outras temáticas em tom de discussão.
Às vezes chega a ser assustador.
É aí que se vê a raça espanhola no seu máximo esplendor! 
Eu sigo muito ténis e não gosto do Nadal, mas calo-me e sorrio e deixo-os falar e vangloriarem-se e gabarem-se e falarem bem dele e continuo sempre calada porque às vezes o silêncio é de ouro!

terça-feira, 8 de maio de 2018

Bolo de Limão.

"Rita, queres bolo? foi o meu marido que fez", disse-me a minha chefe mostrando orgulhosamente um grande bolo! Eu disse que sim e comecei a partir uma fatia. Quando já tinha a fatia nas mãos deu-me para perguntar.
"Então é bolo de quê?", ao que a minha chefe respondeu "Limão". 

Hoje um dos meus colegas de equipa levou um bolo. Tinha muito bom aspecto, mesmo muito. Comecei a cortar uma fatia e lembrei-me do bolo da minha chefe e antes de tirar toda a fatia perguntei,
"Então é bolo de quê?", ao que o meu colega respondeu "Limão".

Mas será que os espanhóis só fazem bolos de Limão? 
Tanta coisa para fazer bolos...eu nem nunca me lembro de ter comido bolo de limão em Portugal. 
Não aprecio limão em todas as suas formas, sobremesas, rebuçados, tudo o que tenha limão não é para mim...mas aqui pelos vistos é muito popular e pelos vistos vão haver mais bolos de limão e eu vou continuar a ter de comer para não ser aquela personagem "desmancha prazeres" e dizer "ah é que eu não gosto muito".

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Os pontapés no Português.

Quando estive em Madrid da primeira vez, andava a aprender espanhol. Então lia livros espanhóis, via televisão espanhola, ouvia musica espanhola porque o objetivo era aprender a língua. 

Resultado: Aprendi tão bem a nova língua, que ao mesmo tempo sem me aperceber comecei a "danar" o Português e então falava de uma forma que não me orgulhava. Misturava termos espanhóis no meu discurso em Português e coisas do género.

Quando voltei agora para Madrid esta segunda vez, já sabia espanhol e obriguei-me a ter determinados rituais para que não voltasse a acontecer isso de misturar as duas línguas, principalmente quando falava em Português. 
Não vejo tv espanhola, não ouço musica deles, não leio em espanhol, apenas utilizo a lingua espanhola para o trabalho e quando tenho de tratar de assuntos pessoais. Em tudo o resto uso a Portuguesa. E a verdade é que falo normalmente Português sem misturar termos e isto é algo que realmente me orgulho.

Agora, o que não consigo aceitar é que em facebooks, twitters e afins, haja portugueses nas mesmas condições que eu, ou seja que já cá estejam há algum tempo, e que escrevam em Português com erros ortográficos consequentes da mistura das duas línguas. É horrível. É feio. Fica mal. E só demonstra algum desleixo. Eu bem sei que é muito complicado, porque o Português e o Espanhol são muito parecidos mas é assim tão difícil fazer um esforço para manter a nossa língua intacta?